blog filosófico, cultural e político
Segunda-feira, 8 de Dezembro de 2008
LER DANTE

BLAKE-Beatriz guiando Dante

 

Ler Dante é comunicar com os grandes mortos de todos os tempos.Eles falam-nos como as sibilas: a sua voz é uma mistura de água e fogo vindos do fundo da terra.

Dante encontra Odisseus no Inferno. O seu orgulhoso desejo de conhecimento e aventura levou-o a deixar a mulher amada, o filho e o velho pai para se lançar à aventura de conhecer o mundo proibido aos mortais, aquele que se encontrava para além das Colunas de Hércules, isto é, do Estreito de Gibraltar, que assinalava o fim do mundo conhecido dos gregos. Para além das Colunas de Hércules encontravam-se os mares antipodas, aos quais nunca se poderia chegar, já que os homens que neles se aventurassem necessariamente cairiam no abismo cósmico ( note-se que este era um dos argumentos daqueles que combatiam a esfericidade da terra).

A última aventura de Odisseus acaba em catástrofe na Divina Comédia: Ulisses e os seus companheiros são engolidos pelos abismos marinhos.

Mas dúvidas não há de que Dante se via a si próprio como um novo Ulisses na empresa que levava a cabo, a criação da Divina Comédia.

As viagens de ambos são classificadas por Dante como folle ( loucas).

Porquê então Dante alcança o Paraíso e Odisseus é sugado para o Inferno?

Cremos que tal sucedeu porque a motivação de Ulisses é apenas a soberba, o orgulho do conhecimento e do triunfo pessoais.Enquanto que a viagem de Dante é motivada pelo amor que tudo motiva, incluindo a razão.

Ulisses abandona, pelo conhecimento, os seres amados.

Dante vai ao encontro dos seres amados através do seu poema, que é conhecimento: ao encontro de Virgílio (  o amor da poesia), de Beatriz ( o amor humano) e de S. Bernardo ( o amor divino).

Ler, hoje, Dante é encontrar um guia para a morte.

 



publicado por henrique doria às 11:07
link do post | comentar | favorito
|

3 comentários:
De dina maria marques a 8 de Dezembro de 2008 às 18:46
E depois o Henrique ainda diz que não é, nem de perto nem de longe, especialista em Dante ..... confesse que pelo menos é um perfeito entendedor dessa mente complexa que legou ao mundo a Divina Comédia.
Quantos se atreverão a ir ao encontro dos seres amados pelos caminhos da poesia? E quantas vezes não é esse o único caminho?
Ler, hoje, DANTE, é encontrar um caminho ... outro caminho?
Beijo grande.


De Graça Pires a 12 de Dezembro de 2008 às 11:50
"Ler Dante é comunicar com os grandes mortos de todos os tempos".... É encontrar um guia para a morte"
Um excelente texto que nos leva a ler e reler Dante.
Um abraço.


De Ni* a 14 de Dezembro de 2008 às 18:36
«Ler, hoje, Dante é encontrar um guia para a morte.»

Ou um guia para a vida?

(E não, não é a mesma coisa... nem que façamos alusão à descida aos infernos, ao resgate, à purificação, à elevação...)

Faço, de novo, a pergunta:

«Ler, hoje, Dante é encontrar um guia para a morte.»

Ou um guia para a vida?





Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
20
21

22
23
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

CHINESICE

FRAGMENTO

FRAGMENTO

POBRE AVÓ QUE ORA

SOMOS APENAS ÁGUA

FRAGMENTO

FRAGMENTO

CORREM EM MIM TRÊS RIOS

EM MEMÓRIA E LOUVOR DE AL...

OLHO PARA MIM

arquivos

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Outubro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Abril 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

blogs SAPO
subscrever feeds