blog filosófico, cultural e político
Sábado, 19 de Setembro de 2009
A PADEIRA DE ALJUBARROTA

O único acontecimento verdadeiramente grandioso desta campanha eleitoral foi o soar da trombeta da Dona Manuela contra o perigo castelhano.  Pela primeira vez, durante séculos, um líder vem alertar-nos:  VÊM AÍ OS CASTELHANOS!

 E sai a palavra de ordem:TUDO PELA NAÇÃO, NADA CONTRA A NAÇÃO!

Ai que saudades!

Infelizmente ninguém a compreendeu, nem o patriótico Dr. Portas.

Mas tenho esperanças que o Dr. Portas ainda a venha a compreender, e, juntos, formem a UNCC, UNIÃO NACIONAL CONTRA CASTELA.

Os outros não são precisos, bem pelo contrário, só estorvam, e para que a vitória seja certa, há que suspendê-los por seis meses, pelo menos.

A Presidente será, por lugar cativo, a Dona Manuela.

Secretário, lugar também cativo, o Dr. Portas.

Director Financeiro, Dr. Dias Loureiro.

Tesoureiro Mor: Dr. Oliveira Costa.

Adjunto do Tesoureiro Mor: Abel Pinheiro ( também Dr.).

Em primeira mão aqui revelo ( sem a ajuda da espionagem do gabinete de Sócrates) a nova tática do quadrado para vencer Castela.

O Dr. Dias Loureiro vai à Feira da Ladra e compra umas avionetas, dessas que caem, através duma conta sediada no off-shore da Madeira. Serão compradas 20% acima do preço de feira, sendo 10% para remunerar o génio financeiro do Dr. Loureiro e o seu sacrifício de ir à Feira da Ladra, e outros 10% para a campanha da UNCC.

Já temos os submarinos do Dr. Portas, mas para os usar, como estão umas prestações do leasing atrasadas, o Abel Pinheiro, também Dr., vai renegociar um plano de pagamento, entregando um cheque sem cobertura do Dr. Oliveira Costa ( perdido por cem, perdido por mil, diz ele).

Entretanto, a Dona Manuela já formou um exército de piquenas e médias padeiras, e aí vão todos, em pé de guerra:

Às 2ªs 4ªs e 6ª s ataca o Nuno Rogeiro, que é quem percebe de avionetas.

Às 3ªs 5ªs e sábados, o Dr. Portas defende Lisboa de espada em riste, cada perna sobre um submarino, no Mar da Palha.

Aos domingos, que é quando os castelhanos vão à missa e dormem a sesta, depois da semana cheia da canseira da guerra, a Dona Manuela e o seu exército de padeiras  atacam, e matam, cada uma, sete castelhanos à pàzada.

A derrota será ainda mais pesada do que em Aljubarrota!

Então poderemos respirar de orgulho porque estará vingada Olivença.

Então poderemos gritar bem alto, quando nos perguntarem quem viva:

PORTUGAL! PORTUGAL! PORTUGAL!

 

 



publicado por henrique doria às 23:32
link do post | comentar | favorito
|

5 comentários:
De gabriela rocha martins a 20 de Setembro de 2009 às 19:53
esta peça é uma delícia

ÚNICA e BELÍSSIMA


( posso levá.la para o meu cante.chão? por favor diz que sim....... )



.
um beijo ,H


De gabriela rocha martins a 20 de Setembro de 2009 às 23:25
já lá canta...........obrigada!


De Moutinho a 23 de Setembro de 2009 às 04:04
Para a padeira da Aljuderrota os espanhóis só são chatos quando não lhe pagam principescamente para ela ir fazer disparates para os bancos deles...


De maré a 25 de Setembro de 2009 às 21:59
"o que faz falta é animar a malta"

Adorei o texto Henrique.
Já o havia dito

só vim trazer o beijo e um abraço, mais amplo!


De dina maria marques a 26 de Setembro de 2009 às 17:29
Hoje lembrei-me de "reflectir" .....

*******

Venham Mais Cinco
Zeca Afonso

Venham mais cinco, duma assentada que eu pago já
Do branco ou tinto, se o velho estica eu fico por cá
Se tem má pinta, dá-lhe um apito e põe-no a andar
De espada à cinta, já crê que é rei d’aquém e além-mar

Não me obriguem a vir para a rua
Gritar
Que é já tempo d' embalar a trouxa
E zarpar

A gente ajuda, havemos de ser mais
Eu bem sei
Mas há quem queira, deitar abaixo
O que eu levantei

A bucha é dura, mais dura é a razão
Que a sustem, só nesta rusga
Não há lugar prós filhos da mãe

Não me obriguem a vir para a rua
Gritar
Que é já tempo d' embalar a trouxa
E zarpar

Bem me diziam, bem me avisavam
Como era a lei,
Na minha terra, quem trepa
O coqueiro é o rei

A bucha é dura, mais dura é a razão
Que a sustem, só nesta rusga
Não há lugar prós filhos da mãe

Não me obriguem a vir para a rua
Gritar
Que é já tempo d' embalar a trouxa
E zarpar

*****

.... e em sonhos .... "zarpei" ....


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
20
21

22
23
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

CHINESICE

FRAGMENTO

FRAGMENTO

POBRE AVÓ QUE ORA

SOMOS APENAS ÁGUA

FRAGMENTO

FRAGMENTO

CORREM EM MIM TRÊS RIOS

EM MEMÓRIA E LOUVOR DE AL...

OLHO PARA MIM

arquivos

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Outubro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Abril 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

blogs SAPO
subscrever feeds