blog filosófico, cultural e político
Domingo, 30 de Outubro de 2011
PAÍS A DOSES DE CAVALLO - E OS BURROS SOMOS NÓS?

               

 

( artigo publicado no semanário GRANDE PORTO, de 28.10)

 

Para se compreender a política deste governo é necessário conhecermos um argentino, Domingo Cavallo. Cavallo foi apontado pelos ministros das finanças, Vítor Gaspar, e da economia, Santos Pereira, como o seu mentor. Doutorou-se em Harvard, e foi professor na Universidade Católica de Córdova. Fez parte do governo da Junta Militar argentina no criminoso Ministério do Interior. Em 1982 foi nomeado Presidente do Banco Central argentino. Tomou, então, a sua principal medida: nacionalizou grande parte da dívida externa das empresas privadas argentinas.

 

Após a queda da Junta Militar, fez parte do governo do corrupto presidente Menem, entre 1989 e 1996, nós últimos cinco anos como Ministro das Finanças. Conseguiu controlar a hiperinflação, fazendo equivaler o peso argentino ao dólar, à razão de 1 para 1. Privatizou as grandes empresas estatais argentinas: água, correios, etc.. A Argentina teve um bom crescimento económico nos anos imediatos. Porém, esta política foi desastrosa para os mais pobres, agravando as desigualdades sociais e originando um desemprego de cerca de 20%. Por outro lado, as privatizações foram conduzidas com um tal grau de corrupção que se tornaram escândalo nacional. Cavallo denunciou essa corrupção mas não se demitiu. Porém, reeleito Menem em 1995, em 1996 este dispensa-o.

Nessa altura, era claro que a terapia de Cavallo já não funcionava: a alta do dólar levou a enormes dificuldades competitivas da economia argentina, o que tornou a dívida pública insustentável, apesar da baixa generalizada dos salários dos funcionários públicos e dos despedimentos massivos. Com a economia em retração, as receitas diminuíram. E tudo isso levou a uma quebra no investimento e a fuga de capitais, crescendo as taxas de juro. A partir de 1999, a Argentina entrou em depressão e, em 2001, o presidente De la Rua chamou Cavallo para ministro da economia. Este pretendeu impor novamente a receita neoliberal: despedimentos e baixas de salários. Mas tal não resultou: aumentou a descrença na economia e a fuga de capitais, fuga esta que Cavallo pretendeu combater através do corralito, impedido a movimentação de depósitos bancários. Gerou-se o caos na Argentina com a população em desespero a saquear lojas e supermercados.  Dela Rua declarou o estado de sítio. Cavallo demitiu-se, seguido do presidente, que se pôs em fuga para não ser linchado pela multidão. Hoje, Cavallo não pode regressar à Argentina sem ser fortemente escoltado, tão grande é o ódio que lhe vota o povo argentino.

 

O argumento de Cavallo para as suas medidas era o mesmo que hoje se utiliza: ou isto ou o caos. Mas o governo do Presidente Kirchner, que tomou posse em 2003, demonstrou que não era assim: com medidas contrárias às de Cavallo, a Argentina entrou num sustentado crescimento económico  e a pobreza diminuiu drasticamente.

 

Cavallo, agora professor nos EU, reconheceu o falhanço da sua política, em 2010, ao pronunciar-se sobre a dívida da Grécia. Escreveu sobre a crise argentina:

 

“A nossa primeira resposta veio na forma de uma série de medidas destinadas a criar confiança e ganhar competitividade, mas elas não foram suficientes. A nossa segunda resposta veio na forma de um plano de consolidação orçamental que incluía a redução de salários do setor público e das pensões. Mas, tudo isto provocou um agravamento da recessão e o exacerbamento das tensões sociais.”

 

Se assim é, porque persiste este governo em fazer de nós burros, aplicando medidas que o próprio Cavallo reconhece que não resultaram?

Porque Gaspar e Pereira são burros?

Não, eles sabem o que fazem, eles são muito pior do que isso.

 



publicado por henrique doria às 07:43
link do post | comentar | favorito
|

2 comentários:
De Marta M a 4 de Novembro de 2011 às 21:56
Alarmante este post ...
Também a mim incomoda imenso esta expressão: " ou isto ou o caos. "
Apetece-me logo procurar a "minha" alternativa...
Bom Fim de semana enquanto se segue a novela grega.
Marta M


De Porta queijo a 30 de Dezembro de 2011 às 12:53
Nossa essa imagem é muito forte.


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

FRAGMENTO

FRAGMENTO

POBRE AVÓ QUE ORA

SOMOS APENAS ÁGUA

FRAGMENTO

FRAGMENTO

CORREM EM MIM TRÊS RIOS

EM MEMÓRIA E LOUVOR DE AL...

OLHO PARA MIM

FRAGMENTO

arquivos

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Outubro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Abril 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

blogs SAPO
subscrever feeds