blog filosófico, cultural e político
Quarta-feira, 22 de Dezembro de 2004
FELICIDADE
«Sermos capazes de nos liquidar por um momento, sermos capazes de nos sacrificar, anos a fio, pelo sorriso de uma mulher - isto é felicidade.»

HERMANN HESSE-Para Ler e Guardar


publicado por henrique doria às 00:05
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|

Domingo, 19 de Dezembro de 2004
UMA LEITURA OBRIGATÓRIA-EDWARD GIBBON
Este texto deveria ter figurado no início do Odisseus. Tal só não aconteceu porque tinha emprestado os dois volumes de DECLÍNIO E QUEDA DO IMPÉRIO ROMANO publicados em português a um bom e velho amigo. Mas, agora que regressaram às minhas mãos, impõe-se a urgência da citação:
«SE PEDISSEM A ALGUÉM QUE DESIGNASSE O PERÍODO DA HISTÓRIA DO MUNDO EM QUE A CONDIÇÃO DA RAÇA HUMANA FOI MAIS FELIZ E PRÓSPERA, A ESCOLHA RECAÍRIA, SEM HESITAÇÕES, NO QUE DECORREU DESDE A MORTE DE DOMICIANO ATÉ À ENTRONIZAÇÃO DE CÓMODO. A VASTA EXTENSÃO DO IMPÉRIO ROMANO ERA GOVERNADO POR UM PODER ABSOLUTO, SOB A ÉGIDE DA VIRTUDE E DA SABEDORIA. OS EXÉRCITOS FORAM CONTIDOS PELA MÃO FIRME, MAS SUAVE, DE QUATRO IMPERADORES SUCESSIVOS, CUJO CARÁCTER E AUTORIDADE IMPUNHAM UM RESPEITO INSTINTIVO. AS FORMAS DA ADMINISTRAÇÃO CIVIL FORAM CUIDADOSAMENTE PRESERVADAS POR NERVA, TRAJANO, ADRIANO E OS ANTONINOS, QUE CULTIVAVAM A IMAGEM DA LIBERDADE E SE GLORIFICAVAM DE SER OS MINISTROS RESPONSÁVEIS PELO CUMPRIMENTO DAS LEIS. ESTES PRÍNCIPES TERIAM SIDO DIGNOS DE RESTAURAR A REPÚBLICA, SE OS ROMANOS DO SEU TEMPO FOSSEM CAPAZES DE USUFRUIR DE UMA LIBERDADE RACIONAL.»
À beleza do pensamento corresponde a beleza da escrita. E toda a vasta obra de GIBBON é assim.
É de leitura obrigatória nas escolas inglesas. Deveria sê-lo também nas escolas de todo o mundo, porque talvez nenhum historiador como GIBBON se tivesse debruçado a investigar o passado para dele retirar ensinamentos para a compreensão do presente e a construção do futuro com tanta inteligência, elegância e amor pelos homens.


publicado por henrique doria às 21:19
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Sábado, 18 de Dezembro de 2004
A ANTIGA E NOVA EUROPA
Esta Europa que fez avançar as negociações para adesão da Turquia à União Europeia é a Europa de que precisamos:uma Europa com visão do presente e do futuro, compreendendo que não pode ficar acontonada dentro das muralhas da civilização judaico-cristã ACTUAL, mas que tem de se abrir à civilização árabe que ladeia o Mediterrâneo. O começo pela Turquia é óbvio, porque faz parte da Europa não só em termos territoriais mas também em termos civilizacionais:afinal, embora transformada em mesquita, lá em Istambul, aliás, Constantinopla, um dos símbolos máximos da civilização cristã a Igreja de Santa Sofia, isto é, da santa sabedoria.
Mas toda a Turquia está cheia desses símbolos para nos lembrar o que foi durante séculos e séculos, e que ainda é.
Os mesmos símbolos existem por todo o norte de África, incluindo o Egipto, em Israel e na Palestina, no Líbano e até na Síria. Que a Europa não se esqueça da importância história desses símbolos, e que veja neles monumentos à construção do futuro.


publicado por henrique doria às 14:23
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Domingo, 12 de Dezembro de 2004
LAVORARE STANCA
Traversare una strada per scappare di casa
lo fa solo un ragazzo, ma quest`uomo que gira
tutto il giorno le strade, non è piu un ragazzo
e non scappa di casa.

Ci sono d`estate
pomeriggi che fino le piazze son vuote, distese
sotto il sole che sta per calare, e quest`uomo, che giunge
per un viale d`inutili piante, si ferma.
Val la pena esser solo, per essere sempre piú solo?
Solamente girarle, le piazze e le strade
sono vuote. Bisogna fermare una donna
e parlarle e deciderla a vivere insieme.
Altrimenti, uno parla da solo. È per questo che a volte
c`è lo sbronzo notturno che attacca discorsi
e racconta i progetti di tutta la vita.

Non è certo attendendo nella piazza deserta
que s`incontra qualcuno, ma chi gira le strade
si sofferma ogni tanto. Se fossero in due,
anche andando per strada, la casa sarebbe
dove c`è quella donna e varrebe la pena.
Nella notte la piazza ritorna deserta
e quest`uomo, che passa, non vede le case
tra le inutili luci, non leva piú gli occhi:
sente solo il selciato, che han fatto altri uomini
dalle mani indurite, como sono le sue.

Non è giusto restare sulla piazza deserta.
Ci sara certamente quella donna per strada
que, pregatta, vorrebbe dar mano alla casa.

CESARE PAVESE- Lavorare Stanca



publicado por henrique doria às 21:55
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

Domingo, 5 de Dezembro de 2004
MARC CHAGALL-A Noite
Chagall_La_Nuit_l.jpg


publicado por henrique doria às 22:06
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

NOITE, MÃE AFINAL
Noite, mãe afinal das mãos ordenadoras
e do grande lume que em nós morre
para nos dar
a alegria de então ser:
quem em ti não vê
país da dor, pórtico da esperança
as grandes constelações onde brilham
Virgem, Leão, Escudo Ardente
e longe, exausta
de a nossa chegada
esperar tanto,
a Alfa do Centauro. Noite
berço da dor, em ti começa
solitária a ascenção para a alegria.

HENRIQUE DÓRIA- Círculo da Terra


publicado por henrique doria às 21:10
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

FRAGMENTO

POBRE AVÓ QUE ORA

SOMOS APENAS ÁGUA

FRAGMENTO

FRAGMENTO

CORREM EM MIM TRÊS RIOS

EM MEMÓRIA E LOUVOR DE AL...

OLHO PARA MIM

FRAGMENTO

VIESTE AVE DE FOGO

arquivos

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Outubro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Abril 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

blogs SAPO
subscrever feeds