blog filosófico, cultural e político
Sexta-feira, 30 de Setembro de 2005
MAGRITTE-Saudade
magritte-5.jpg


publicado por henrique doria às 23:03
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Sábado, 24 de Setembro de 2005
FICAREMOS NOS LIMITES DA LUZ
Ficaremos nos limites da luz
lutando entre o anjo e a beleza
para que os pássaros de jade
possam voar no dia da transfiguração?

Escuta: o vento
que toma com a noite a tua casa
e faz surgir o abandono
a solidão a cólera
e estas montanhas que crescem
na fronte do céu
é o caminho do sol,
transforma os homens em animais de esperança
como o áspero escultor.

E só assim
cada um de nós
poderá entrar no enigma que é.

HENRIQUE DÓRIA-Círculo da Terra


publicado por henrique doria às 23:35
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Sexta-feira, 23 de Setembro de 2005
VERMEER- A Alcoviteira
VERMEER- A Alcovieira.jpg


publicado por henrique doria às 09:09
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

O DEBATE MENSAL NO PARLAMENTO

O debate que, mensalmente, o Governo vai fazer no parlamento com a oposição teve o ensino como tema principal. E ainda bem, porque esse é o principal problema do país. Felizmente que, este ano, não ocorreram as situações de atraso e confusão lamentáveis que ocorreram em anos anteriores com a colocação de professores e o início do ano escolar. Mas isso é uma parte do problema, e temos de estranhar que ainda seja uma parte do problema.

O problema essencial é por um lado, a dificuldade de acesso ao ensino e à qualificação por tantos portugueses, e, por outro, a falta de qualidade, em termos gerais, do nosso ensino em todos os graus.

Os números são conhecidos, e não interessa aqui repeti-los. Interessa sim referir que a medida de qualificar aqueles que já se encontram no mercado do trabalho, e não dispõem de qualificações, anunciada pelo governo, acentuando a vertente profissionalizante do ensino, é, sem dúvida, uma excelente medida. Como o foi já o prolongamento do período de permanência do alunos na escola.

Mas há problemas que subsistem e outros que até se agravam.

Um problema que subsiste é o das aulas de noventa minutos no ensino básico. É suficientemente sabido que a capacidade de concentração das crianças e dos jovens até cerca dos 15 anos não ultrapassa os 45 minutos. Porquê, então, persistir em manter aulas de 90 minutos no ensino básico, quando o rendimento dos segundos 45 minutos é muito baixo?

Outro problema é o da falta de formação pedagógica de muitos professores, que o Governo persiste em ignorar.

Outro ainda é a falta de estruturas para tornar eficaz a boa medida de aumentar o tempo de permanência dos professores nas escolas. Por falta de estruturas, os professores amontoam-se nas escolas sem poderem trabalhar com um mínimo de eficiência.

Recentemente, foi tomada uma medida totalmente impensada pelo Governo. Os professores que faltem aos primeiros 45 minutos de uma aula de 90 minutos terão falta a toda a aula. Trata-se de um disparate, pois os professores faltam frequentemente por atrasos nos transportes ou por necessidade de tratar de problemas pessoais ou de familiares, e qualquer professor que, por qualquer desses motivos, falte aos primeiros 45 minutos, já não vai aos segundos porque tem falta mesmo que leccione. Quem são prejudicados são, obviamente, os alunos.

Bom seria que o Governo tivesse em conta todos estes pequenos/grandes problemas do ensino, para que a aposta que faz possa resultar.

HENRIQUE PRIOR


publicado por henrique doria às 00:58
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Segunda-feira, 19 de Setembro de 2005
UMA PALAVRA DE CASANOVA
"Ela sabia", diz Casanova de uma alcoviteira, " que eu não teria coragem de me ir embora sem lhe dar nada." Estranha afirmação. Que coragem seria necessária para enganar a alcoviteira com a sua paga? Ou, mais exactamente, que fraqueza é essa com que ela pode sempre contar?É a vergonha. A alcoviteira vende-se, mas não a vergonha do cliente que solicita os seus serviços. Este, cheio de vergonha, procura um esconderijo e encontra o mais escondido de todos: o dinheiro. O descaramento lança a primeira moeda sobre a mesa; a vergonha paga mais cem para a encobrir.

WALTER BENJAMIM- Imagens de Pensamento


publicado por henrique doria às 23:42
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Segunda-feira, 12 de Setembro de 2005
A NOITE APOIA-SE SOBRE OS OMBROS
A noite apoia-se sobre os ombros
Subitamente mais doce que o amanhecer.

Lábios percorrendo o rio
Medalhões de ouro
Solidão erguida
Frente a outra Solidão
Mãos que se estendem
À Ursa Maior...

Esquece-se o universo
As leis o pensamento a amargura.

Pórtico de gnomo
E átrio do cíclope
Nos hã-de conduzir à eternidade.

HENRIQUE DÓRIA-Círculo da Terra



publicado por henrique doria às 00:02
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
|

Domingo, 4 de Setembro de 2005
O INFERNO DO PARAÍSO

A América costuma apresentar-se ao mundo como o paraíso da liberdade e do bem estar na terra. Mas essa imagem, transmitida sobretudo pelos conservadores americanos, chocou agora brutalmente com a catástrofe de Nova Orleães.
Em primeiro lugar ficou demonstrada a incapacidade dos sistemas americanos de protecção civil e de segurança.
O sistema de protecção civil americano tem visto os seus fundos diminuir com a administração ultraconservadora de Bush. Mas, para além disso, mostrou uma incapacidade que o coloca ao nível do terceiro mundo. Para o comparamos com o que se passa em Portugal, que não é, propriamente, modelo de eficiência, basta pensarmos na forma como foi feita a repatriação e protecção dos retornados de África para sentimos que não somos assim tão maus como isso.
Quanto ao sistema de segurança, basta ver a forma impune como actuam grupos armados violentos nos estados americanos assolados pelo furacão Katrina, roubando e assassinando a esmo cidadãos indefesos, para se perceber quanto falhou o sistema de segurança americano. Nem na Indonésia, na Índia ou no Ceilão, varridos pelo Tsunami, o sistema público de segurança mostrou tanta ineficácia. O que é de espantar num país que elege a segurança como primeira prioridade.
Depois, e não menos importante: o desprezo do poder pelo sofrimento dos humildes é verdadeiramente revoltante. Bush quase passou ao lado da catástrofe. Condoleza Rice, senadora negra por um dos estados mais afectados pelo furacão, o Alabama, divertia-se e comprava tranquilamente o centésimo par de sapatos para a sua colecção, enquanto os negros que a elegeram morriam ou sofriam horrivelmente, atolados nas águas e na lama.
Finalmente, o Katrina mostrou bem a verdadeira face do sistema americano de vida: os programas económicos furiosamente neoliberais levados a cabo pelos conservadores destruíram totalmente o sistema de segurança social americano, e, face a uma tragédia, os pobres da América que conseguiram sobreviver à catástrofe não têm outro recurso senão recorrer à caridade dos poderosos americanos que ainda têm alguma caridade.
A economia neoliberal está a produzir nos países que a seguem, ou dela sofrem os efeitos, incluindo Portugal, uma concentração de riqueza nos que já a detêm verdadeiramente escandalosa.
A América é um país imensamente rico. Poderia ser um “paraíso” na terra. Mas, para uma população cada vez maior de pobres, os conservadores americanos estão a criar um inferno cada vez maior nesse “paraíso”.


publicado por henrique doria às 23:06
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

Sábado, 3 de Setembro de 2005
AMOR AO CAMPO
Mas não devemos enganar-nos.O nosso amor ao campo é uma mera afeição à paisagem, à Natureza como espectáculo. Nada de menos camponês e, se me permitem, menos natural que um paisagista.Depois de Jean-Jacques Rousseau, o genebrino, espírito farto da vida citadina, a emoção camponesa, essencialmente geórgica, de terra que se lavra, a vigiliana e a do nosso grande Lope de Vega, porém, desapareceu. O campo para a arte moderna é uma invenção da cidade, uma criação do tédio urbano e do terror crescente às aglomerações urbanas.

ANTÓNIO MACHADO- Juan de Mairena


publicado por henrique doria às 11:54
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

POBRE AVÓ QUE ORA

SOMOS APENAS ÁGUA

FRAGMENTO

FRAGMENTO

CORREM EM MIM TRÊS RIOS

EM MEMÓRIA E LOUVOR DE AL...

OLHO PARA MIM

FRAGMENTO

VIESTE AVE DE FOGO

NADA É ETERNO

arquivos

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Outubro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Abril 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

blogs SAPO
subscrever feeds