blog filosófico, cultural e político
Domingo, 30 de Julho de 2006
...

Tenho lágrimas rubras

no meu cérebro

e asas escuras a um canto

porque descobri que a minha mão

está suspensa

na Árvore do Paraíso.

 

Tu não me vês Senhor

por isso blasfemo

Tu não me acompanhas

por isso me esqueço de Ti

Tu não me falas

por isso duvido

que me tivesses criado.

 

Os dedos das Tuas mãos

são os gumes

de dez espadas

do Teu coração saiem em golfadas

perpétuos funerais.

Por isso

de cada vez que olho

a minha mão suspensa

creio

que por circunstâncias desconhecidas

deixaste de Te amar a Ti  Próprio.

 

HENRIQUE DÓRIA (poema acabado de escrever)



publicado por henrique doria às 18:23
link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito
|

Quinta-feira, 27 de Julho de 2006
GOYA-Duelo de Mocas


publicado por henrique doria às 23:02
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Segunda-feira, 24 de Julho de 2006
A GUERRA MAIS ESTÚPIDA

Não vou aqui falar de injustiça, de crueldade e de abominação. Todas as guerras são injustas, cruéis e abomináveis.

Vou falar apenas de estupidez.

Esta guerra israelo-árabe, de que a invasão e destruição do Líbano é um episódio, é a guerra mais estúpida que a humanidade tem sofrido. Porque dura há quatro mil anos e, ao fim de quatro mil anos, nenhum dos beligerantes aprendeu fosse o que fosse com a História.

Desde há quatro mil anos que os judeus lutam contra todos os povos da região. Desde há quatro mil anos que os povos da região lutam para expulsar os judeus. Sem que qualquer um deles tenha logrado alcançar os seus objectivos, e sem que haja perspectivas de que, algumas vez, o consiga.

Parece elementar que, face ao peso e às evidentes lições da História, no século XXI ambos cedessem e passassem a viver em paz.

Mas o fanatismo religioso de ambos os lados impede que tal aconteça. Ambos lêem a Bíblia e o Corão como o faziam há mil e trezentos anos.Por isso a esperança de paz é tão ténue.



publicado por henrique doria às 08:45
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|

Sábado, 22 de Julho de 2006
A MAIOR FERIDA

A maior ferida causada ao orgulho do Homem não é já a causada por Copérnico ao retirar o Homem do centro do Universo, mas sim a causada pelos zoólogos contemporâneos que descobriram que a vida na Terra prosseguiria normalmente se dela desaparecesse o Homem-mas o mesmo não sucederia se dela desaparecessem as formigas, pois com o desaparecimento das formigas desapareceria a maior parte da vida na Terra.

O Homem é dispensável à vida, mas as formigas não. Isto dá-nos a verdadeira dimensão da nossa insignificância.

Mas também a dimensão da nossa grandeza.

HENRIQUE DÓRIA-Fragmentos



publicado por henrique doria às 10:30
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Domingo, 9 de Julho de 2006
TANKA

Tudo é tão igual

mas no nada se renovam

chuva rosto e chama

ondas de deus que nos provam

foices que a memória engana.

 

HENRIQUE DÓRIA-Tanka



publicado por henrique doria às 22:35
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
|

Sexta-feira, 7 de Julho de 2006
CIORAN E EU

Quando Cioran, perante as palavras desesperadas que a mãe lhe dirigiu, aos vinte e sete anos, de que o melhor teria sido abortar, extrai daí a prova do absurdo da vida, eu extraio a prova do milagre da vida.

Quando Cioran afirma que a ideia de progresso da humanidade é uma ideia risível, eu afirmo que a humanidade actual é a prova do contrário: a saúde e o conforto do Rei Sol eram muito inferiores aos de qualquer cidadão da classe média francesa actual.

Parecendo, por isso, que nada tenho em comum com o seu pensamento, a verdade é que temos algo de essencial em comum: a palavra é para nós uma exaltação.

Por ela eu posso ver-me  como um pobre cão vadio, de olhar infindamente triste, entre ruínas.

HENRIQUE DÓRIA-Fragamentos



publicado por henrique doria às 13:49
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Sábado, 1 de Julho de 2006
AUTORETRATO COM PAISAGEM

Sem que nada o deixasse adivinhar

subitamente aqui entraram

de ruína em ruína

o cavalo cinzento

de estrela negra incrustada na fronte

a criança que chorava

por se haver perdido do peixe vermelho

a sombra que procurava encontrar

todas as coisas, e

a guardar tudo

com o seu olhar infindamente triste

um pobre, pobre cão vadio.

 

HENRIQUE DÓRIA- Escadas de Incêndio

 



publicado por henrique doria às 13:29
link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


posts recentes

CANTA CORAÇÃO CANTA

MULHER -LEITO PEQUENO

VOLTA O MUNDO AO CONTRÁRI...

O AMOR

FRAGMENTO

OUVE O TAMBOR DO MAR

FRAGMENTO

FRAGMENTO

NO BRILHO TRIUNFANTE

FRAGMENTO

arquivos

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Outubro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Abril 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

blogs SAPO
subscrever feeds