blog filosófico, cultural e político
Domingo, 31 de Janeiro de 2010
VULVA NO VERÃO

 

Vulva no Verão

Vaso

De sardinheira vermelha

Labareda

Nos lábios do narciso.



publicado por henrique doria às 22:06
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

ACABOU-SE A CARNE

Acabou-se a carne

Só restam meadas de mortos

Fica-lhes tão bem a alma

Transparente sopro de vidraça

Dentro duma campânula.



publicado por henrique doria às 22:04
link do post | comentar | favorito
|

VAI O MUNDO

 

Vai o mundo

Vem a morte

Forte Forte

Fogo em fundo



publicado por henrique doria às 22:02
link do post | comentar | favorito
|

COLECCIONO INSIGNIFICÂNCIAS

 

Coleciono insignificâncias

Grãos de areia

Esperma de caranguejo

Em forma de cálice

Cascas de nozes

A arder

 

Para me deitar ao mar.

 



publicado por henrique doria às 21:59
link do post | comentar | favorito
|

ESTRELAS

 

Estrelas estão explodindo

Aos pares

À ordem dos tambores do tempo.

 

De cabeça envolvida por um só

Véu escarlate

Vão

O amor e a beleza

Para lugar nenhum

Onde não serão mais

Que eternidade.

 



publicado por henrique doria às 21:50
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 9 de Janeiro de 2010
O ETERNO CÍRCULO

 

DALI- Ascensão

 

O coração é feito do jarro de abas vermelhas

Pintadas pela música

-Devora-o oh mulher!

 

Os homens são feitos dos piolhos e das pulgas

Pelas danças de Deus

-Alimenta-os oh sangue!

 

A casa e o mundo são feitos do fumo

Do incenso dos homens

-Devora-os oh lume!

 

As trevas são a vertigem da luz

Com os seus grãos esmagados na monótona mó.

-Esmaga-os oh tempo!

 

A morada de Deus é o vórtice fundo

E o Seu poder o eterno círculo

-Engole-O oh Nada!

 



publicado por henrique doria às 21:35
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Sexta-feira, 1 de Janeiro de 2010
NASCER DE NOVO

 

 
 Os homens são animais de esperança, que constantemente tomam os seus desejos por
 
realidades, e tanto os tomam que, algumas vezes, conseguem transformar os desejos em
 
realidades. É assim em cada ano. Todos temos esperança que cada ano seja melhor que o
 
anterior, que a felicidade que não alcançámos venha agora, neste ano nascido.
 
Talvez por isso o homem continue a ser o animal mais bem sucedido, porque, sem esperança, o homem caminharia inevitavelmente para o tédio, e do tédio para a destruição.
Tenho para mim que o principal criador do nazismo foi o tédio.
Foi a esperança a principal razão do triunfo do Cristianismo. Num mundo cheio de sofrimento e violência, o cristianismo começou por pregar a paz e o amor, e, sobretudo, a esperança numa vida eterna plena de felicidade.
Que atracção tão grande para esses tempos assolados pela fome, pela peste e pela guerra!
E essa atracção era tanto maior quanto pregadores, como o incrível Tertuliano, ameaçavam quem não fosse cristão com todos os sofrimentos mais horríveis que o homem poderia imaginar infligidos por Satanás para toda a eternidade. E os homens de então abraçaram essa nova esperança. Aí onde os antigos deuses falharam, talvez o novo deus fosse bem sucedido.
Mas aquilo que prometia Tertuliano para o outro mundo em medida divina, sem dúvida que o homem o alcançará neste mundo em medida humana. Trata-se apenas de uma questão de tempo. Sem dúvida que os homens futuros usarão cada vez mais as zonas privilegiadas do pensamento, em desfavor do cérebro reptiliano que comanda os instintos básicos, incluindo a violência.
Hoje, já ninguém aceita as palavras que João Evangelista colocou na boca de Jesus, quando este se encontrava em casa de Marta e de Maria: pobres sempre os haverá. A pobreza é apenas tolerada como uma situação transitória, e não aceite como uma inevitabilidade da condição humana.
A esperança de hoje está em ultrapassar a pobreza, em minorar o sofrimento da doença, da violência e da morte.
Como fazê-lo?
Convido todos os que lêem o odisseus a reflectir nisso, neste ano que nasce de novo.


publicado por henrique doria às 15:52
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


posts recentes

CANTA CORAÇÃO CANTA

MULHER -LEITO PEQUENO

VOLTA O MUNDO AO CONTRÁRI...

O AMOR

FRAGMENTO

OUVE O TAMBOR DO MAR

FRAGMENTO

FRAGMENTO

NO BRILHO TRIUNFANTE

FRAGMENTO

arquivos

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Outubro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Abril 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

blogs SAPO
subscrever feeds