blog filosófico, cultural e político
Terça-feira, 28 de Junho de 2011
DIÁRIO

 

 

 

27 de Junho de 2011

 

  

Lendo Cristina Campo, a belíssima Senhora, compreendemos que todo o homem religioso é uma criança com medo do escuro, e que no escuro pede a proteção do pai, mas também que essa proteção é, algumas vezes, fome de amor. Cristina Campo só poderia ser cristã, pois Cristo foi o único profeta que colocou o amor ao homem como o supremo destino do homem. Mas  o Pai mantém um negro silêncio para com as eternas crianças. Apenas lhes fala e, por vezes, as auxilia, a esperança. A esperança é o anjo de Tobias, aquele que sempre o acompanha porque está dentro dele.

Dentro dele. Não fora. Não fora.

Erramos desde o útero, como diz o salmista? Erramos sim, porque nascemos seres errantes, seres que têm em si muitos seres, e que apenas se podem perder por entre a floresta dos caminhos, porque não temos ao nosso lado aquele que está frente à Magestade.

Guia-nos Deus? Não porque apenas erramos.

A música de Deus? Mas Ele é tão só um "alaúde suspenso"!



publicado por henrique doria às 22:08
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 26 de Junho de 2011
NÃO À PRIVATAZIÇÃO DE EMPRESAS LUCRATIVAS

 

Digo não à privatização de empresas lucrativas. Porque dão lucro, e não faz sentido vender um negócio que dá lucro. Mas também por outra razão dentro da lógica do liberalismo que nos governa: as privatizações irão desviar o financiamento dirigido à produção de bens transacionáveis, que tão necessário é para se recuperar o essencial da nossa economia- o crescimento.
Tinham razão os nossos agora ministros liberais ao dizerem que a compra de títulos do tesouro pelos bancos portugueses induzia esse efeito.
Mas, curiosamente, põem em prática por outro modo o que antes criticavam.
Não passa de uma opção ideológica que irá sair cara a Portugal.
A não ser que pretendam que quem fique com as empresas a privatizar sejam ...os estrangeiros!



publicado por henrique doria às 13:25
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Sexta-feira, 24 de Junho de 2011
DIÁRIO

 

21 de Junho de 2011

 

Em Amarante os anjos andam sobre os telhados, descansam nas varandas sobre o rio.

No Flôr do Tâmega a notícia da morte de António Carneiro.

Tinha já quantas idades?

 

22 de Junho de 2011

 

Voo a Baião. Sonho com a minha noite. Um relógio altíssimo, estrelado.

Cordas sobre o céu.

 

 



publicado por henrique doria às 23:12
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 19 de Junho de 2011
ESQUECER A ARTE

 

 

(fragmento)

 

Esquecer a arte. A arte

Aqui é ceifar palavras

Autistas - as suas almas

Brancas e negras - o uivo.

Incendiar. Aqui são labaredas

Cinzas negro de fumo

A verdadeira política de terra queimada.

 

Ó generais com suas asas no peito

Escondendo o sangue - asas que servem para rastejar

Sobre as metralhadoras. Soldados palavras

Cinjam-se às metralhadoras

À palavra morte - ao vazio do seu som.



publicado por henrique doria às 21:52
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

NOVO GOVERNO-GOVERNO VELHO

 

O novo governo da direita representa o triunfo do radicalismo ideológico liberal. As finanças e a economia estão entregues a dois universitários teóricos e militantes do liberalismo económico mais radical.

A saúde ao melhor gestor dos interesses dos seguros médicos, a pessoa indicada para destruir com eficiência o Serviço Nacional de Saíde.

Dizem-se gente nova, mas não são.

São gente bem velha, apenas cópias daqueles Chicago boys que dirigiram o Chile durante a ditadura de Pinochet, e conduziram o Chile a uma miséria e a um sofrimento da esmagadora maioria da população nunca antes vistos, tudo isso a par de um enriquecimento escandaloso da clique económica e político-militar, levado a cabo pelo NORMAL FUNCIONAMENTO DO MERCADO e pela PILHAGEM.

O novo governo é a clique que irá impor a miséria e o sofrimento à maioria esmagadora da população através do mercado puro e duro ( isto é, do triunfo dos porcos, perdão, dos fortes) e da pilhagem.

Surpreende-me apenas a presença no meio deles de NUNO CRATO. Já não de Francisco José Viegas, um medíocre escritor menor, porque a política é o destino natural de um escritor falhado.

Cavaco diz que o governo merece respeito de todos.

Confesso que não tenho respeito por Cavaco, cuja mediocridade só tem paralelo na sua arrogância.

E os respeito que tenho por Cavaco é o mesmo que o novo governo velho me merece.



publicado por henrique doria às 11:01
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 6 de Junho de 2011
A DERROTA

 

1.

Muitos choram a derrota de Sócrates a acenam para o que aí vem. Mas quem tomou medidas que qualquer direita subscreveria ( posso dar inúmeros exemplos)põe em causa a simples ideia de esquerda. E se medidas de direita são compreensíveis na direita, já não o são na esquerda, e legitimam a acusação a que Sócrates foi ( justa e injustamente)sujeito que era a de viver na mentira porque, dizendo-se de esquerda, tomava medidas de direita.
Mais grave do que  derrota de Sócrates é ter sido a ideia de esquerda a derrotada, sobretudo por culpa de Sócrates.
2.

Mas não só por culpa de Sócrates. Também por culpa do Bloco de Esquerda porque:

a) Fez cair Sócrates sem ter preparada uma alternativa, nomeadamente através de uma coligação com o PC.
b) Foi arrogante e com pouco respeito pelos cidadãos ao recusar-se a conversar com a troika.

c) Não definiu ainda o que quer ser: se um partido vanguarda ( da classe operária, duma autoclassificada elite intelectual que se diz ao lado da classe operária, o que quer que isso seja) se um partido de justiça social e de progresso.

d) Revelou enorme alheamento da realidade económica não discutindo temas essenciais como sejam os da concorrência e dos monopólios, da transparência do mercado, do papel dos bancos e da distribuição.

e) E, sobretudo, porque não sabe ainda bem o que deve significar a palavra igualdade.

3.

Com uma diferença: Sócrates demitiu-se. Louçã, com uma derrota muito maior que a de Sócrates, não parece fazer tenção de se demitir.

Isto é: parece querer manter a mesma linha, mudando alguns pormenores para que tudo fique na mesma.

Afinal, onde está a discussão e a tomada de decisões a partur da base, no BE?



publicado por henrique doria às 23:57
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


posts recentes

CANTA CORAÇÃO CANTA

MULHER -LEITO PEQUENO

VOLTA O MUNDO AO CONTRÁRI...

O AMOR

FRAGMENTO

OUVE O TAMBOR DO MAR

FRAGMENTO

FRAGMENTO

NO BRILHO TRIUNFANTE

FRAGMENTO

arquivos

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Outubro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Abril 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

blogs SAPO
subscrever feeds