blog filosófico, cultural e político
Quarta-feira, 13 de Outubro de 2004
SÓ TEMOS A INDIFERENÇA DE DEUS
Só temos a indiferença de Deus
Quando os dias, coléricos, rugem
No horizonte de sangue.

Como poderemos então erguer-nos para os céus
Se os próprios anjos que nos seguem
Trazem cortada uma asa
E a outra está, de nos proteger, exangue?

HENRIQUE DÓRIA, poema incompleto escrito em 13.10.2004


publicado por henrique doria às 23:39
link do post | comentar | favorito
|

10 comentários:
De Anónimo a 26 de Outubro de 2004 às 00:17
ai se não fosse essa asa!!!! já tinha metido baixa por insanidade provocada pelos desacatados alunos!!!!M. (de Manuela)
(http://passoapasso.weblog.com.pt)
(mailto:m_vm_home@tvtel.pt)


De Anónimo a 20 de Outubro de 2004 às 13:11

Olá, Henrique Dória. Comento pouco, mas leio alguns (poucos) blogs, por imperiosa gestão do meu tempo. A ti leio-te sempre que posso. Mas este poema ... asas exangues de nos protegerem e a outra asa cortada... gostei especialmente.
Os anjos são sonhos que nos protegem amputados de asas, mas incansáveis na vigília. Incompleto? Não diria...
Abraço

deSaraComAmor
(http://oblogdalibelua2.blogs.sapo.pt/)
(mailto:deSaraComAmor@sapo.pt)


De Anónimo a 20 de Outubro de 2004 às 11:56
Temos que nos erguer para os céus por nós mesmos ou fincar os pés na terra donde viemos e para onde vamos. Bjslique
(http://mulher50a60.weblog.com.pt)
(mailto:lique2@sapo.pt)


De Anónimo a 17 de Outubro de 2004 às 22:29
E perante a indiferença de Deus e a debilidade dos anjos, só resta aos homens mostrar a sua força e a sua capacidade (ou falta dela) de se apoiarem perante os demónios que se lhes deparam. Beijossefaxavor
(http://tragameossais.blogspot.com)
(mailto:sefaxavor@sapo.pt)


De Anónimo a 17 de Outubro de 2004 às 22:21

a cólera do sangue, a indiferença de Deus (deuses?) e anjos de asas cortadas! mas haverá outra declinação no poema ( na vida )?!...

neste blog habita poesia verdadeira! gostei mto ...
DonBadalo
(http://oblogdalibelua.blogs.sapo.pt)
(mailto:DonBadalo@sapo.pt)


De Anónimo a 15 de Outubro de 2004 às 23:39
Meu caro Henrique, quantas vezes os anjos, apesar da debilidade das suas asas, chegam demasiado tarde junto de nós!...

Um grande abraçoalbino santos
(http://vazactiva.blogspot.com)
(mailto:al.santos@nercabo.pt)


De Anónimo a 15 de Outubro de 2004 às 01:07
Se observarmos o que vai pelo mundo, toda a violência e injustiça; às vezes se, egoistamente, observarmos a nossa vida insatisfeitos ou infelizes, é legítimo que nos interroguemos se só merecemos a indiferença de Deus ... Lindo este teu poema ainda que o declares incompleto. Um beijoPink, the Lady
(http://hypnos.blogs.sapo.pt/)
(mailto:The_pink_lady@sapo.pt)


De Anónimo a 14 de Outubro de 2004 às 12:37
Não percebi o teu comentário no meu blog, mas se a Agustina Bessa Luis diz isso... é bom! Obrigado pelo elogio??!!
Será que querias dizer q escrever deste tipo de poemas só está ao alcançe das mulheres??...
O homem não ama??? Não sente???
Gostava que me explicasses melhor isso...
À parte disto, vou continuar a ler o teu blog, porque escreves muito bem e talvez me inspires para que possa começar a escrever como um Homem.
Um abraço.


João da Cal
(http://www.syncope.blogspot.com)
(mailto:teoriazero@hotmail.com)


De Anónimo a 14 de Outubro de 2004 às 11:05
belíssimo poema. para incompleto,como Ricardo Reis?
A comparação não diminui,referencia apenas.
dia excelente.


T.A.f. maat7
(http://ardeoazul3.blogs.sapo.pt)
(mailto:maat7@sapo.pt)


De Anónimo a 14 de Outubro de 2004 às 11:04
belíssimo poema.
para incompleto,como Ricardo Reis?
A comparação não diminui,referencia apenas.


dia excelente.



T.A.f.maat7
(http://ardeoazul3.blogs.sapo.pt)
(mailto:maat7@sapo.pt)


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


posts recentes

DESTINADOS À TERRA

CHINESICE

FRAGMENTO

FRAGMENTO

POBRE AVÓ QUE ORA

SOMOS APENAS ÁGUA

FRAGMENTO

FRAGMENTO

CORREM EM MIM TRÊS RIOS

EM MEMÓRIA E LOUVOR DE AL...

arquivos

Dezembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Outubro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Abril 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

blogs SAPO
subscrever feeds