blog filosófico, cultural e político
Sábado, 10 de Dezembro de 2005
...
Podemos erguer-nos como naves de mármore
mergulhar na espuma dócil
colocar na fronte as cabeleiras sagradas
e trazer a luz do mar
sobre os nossos ombros.

Estas mãos que soluçam
podem escrever-se em estelas de ouro,
mas aquém do pórtico
entre o amor e a morte
qual destas solidões a nós pertence?

HENRIQUE DÓRIA- Círculo da Terra


publicado por henrique doria às 17:13
link do post | comentar | favorito
|

10 comentários:
De Anónimo a 27 de Dezembro de 2005 às 14:36
Todas as solidões nos pertencem. E nenhuma. Por duas razões: porque a poesia bela como esta ilumina a solidão e dissipa-a, segundo: porque a solidão é uma das ilusões do ser. Assim, entre poesia e ilusão, podemos dormir descansados!
Fraterno abraço, feliz solstício!
Risorisocordetejo
(http://risocordetejo.blogspot.com/)
(mailto:so_risos@hotmail.com)


De Anónimo a 18 de Dezembro de 2005 às 11:28
Tenho andado afastada deste caminho (prejuízo meu... :)) mas não posso deixar passar esta época sem te desejar um Feliz Natal e um óptimo ano de 2006. Beijoslique
(http://mulher50a60.weblog.com.pt)
(mailto:alice.semaravilhas@gmail.com)


De Anónimo a 15 de Dezembro de 2005 às 20:56
Caro Henrique Dória, venho convidá-lo a uma leitura por alguns dos meus posts. Gostava de ter a sua opinião acerca da qualidade literária dos mesmos. Aproveito também para o cumprimentar por aquilo que vou lendo no Odisseus. Bárbaracokas
(http://cokas.blogspot.com)
(mailto:bvf@netcabo.pt)


De Anónimo a 15 de Dezembro de 2005 às 01:05
IMagens belas neste poema. Quanto à solidão ou soilidões todos, acho , as vamos tendo de um ou de outro género ...

Um beijoPink
(http://firebud.blogspot.com/)
(mailto:the_pink_lady@sapo.pt)


De Anónimo a 14 de Dezembro de 2005 às 13:18
Os versos que te fiz

Deixe dizer-te os lindos versos raros
Que a minha boca tem pra te dizer !
São talhados em mármore de Paros
Cinzelados por mim pra te oferecer.

Tem dolencia de veludo caros,
São como sedas pálidas a arder...
Deixa dizer-te os lindos versos raros
Que foram feitos pra te endoidecer !

Mas, meu Amor, eu não te digo ainda...
Que a boca da mulher é sempre linda
Se dentro guarda um verso que não diz !

Amo-te tanto ! E nunca te beijei...
E nesse beijo, Amor, que eu te não dei
Guardo os versos mais lindos que te fiz.

...."Que a boca da mulher é sempre linda, se dentro guarda um verso que não diz" F. Espanca
A ti ........cujas "mãos que soluçam podem escrever-se em estelas de ouro..."Bia
Bia
</a>
(mailto:apinto@fep.up.pt)


De Anónimo a 13 de Dezembro de 2005 às 01:21
"...Estas mãos que soluçam
podem escrever-se em estelas de ouro.."

gostei de ler.
Bom inicio de semana.





Maria do Céu Costa
(http://cartas-de-marinhar.blogspot.com/)
(mailto:mariaceucosta@sapo.pt)


De Anónimo a 12 de Dezembro de 2005 às 22:31
Talvez a nenhuma ou a todas.
Haverá quem não resista à solidão próxima do amor; haverá quem não resista à solidão próxima da morte, obviamente soçobrará mais rapidamente...ou talvez não.
Um abraçoJose Duarte
(http://melnofrasco.blogspot.com)
(mailto:josepduarte@clix.pt)


De Anónimo a 12 de Dezembro de 2005 às 16:31
Até que um não senta a verdadeira alegria de Natal, não existe. Todo o demais é aparência - muitos enfeites. Porque não são os enfeites, não é a neve. Não é a árvore, nem a chaminé. O Natal é o calor que volta ao coração das pessoas, a generosidade de compartilhá-la com outros e a esperança de seguir adiante. Um beijoDeusa da Lua
(http://www.olimpo2.blogs.sapo.pt)
(mailto:deusa_carnal@sapo.pt)


De Anónimo a 11 de Dezembro de 2005 às 23:08
os teus poemas têm um qualquer sentido de religiosidade que me apetece descobrir. Como acho que a poesia não se comenta, vou lendo e degustando.
Mariamaria
(http://www.estadodaspalavras.blogspot.com)
(mailto:elsaviegas@sapo.pt)


De Anónimo a 10 de Dezembro de 2005 às 21:53
Hoje só vim mesmo para te deixar um beijo e desejar um bom fim de semana***Deusa da Lua
(http://www.olimpo2.blogs.sapo.pt)
(mailto:deusa_carnal@sapo.pt)


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

12
13
15
16

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
29
30


posts recentes

FRAGMENTO

FRAGMENTO

CORREM EM MIM TRÊS RIOS

EM MEMÓRIA E LOUVOR DE AL...

OLHO PARA MIM

FRAGMENTO

VIESTE AVE DE FOGO

NADA É ETERNO

VEM

O AMOR

arquivos

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Outubro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Abril 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

blogs SAPO
subscrever feeds