blog filosófico, cultural e político
Domingo, 21 de Fevereiro de 2010
VENEZA A VÔO DE AVE

Dois dias são demasiado pouco para visitar Veneza. Mesmo a vôo de ave. Por isso tive de fazer uma escolha muito limitada para esses dois dias de visita a Veneza de que dispunha. E escolhi: S. Marcos, o Palácio Ducal, Escola Grande de S. Rocco, Lido, Academia. Passeio diurno e nocturno. E imergir no Carnaval que, naqueles dias, está por todo o lado.

Como fiquei em Mestre ( os hotéis de Veneza estavam todos esgotados) e a entrada na cidade está vedada ao trânsito de autocarros, tive de descer na Praça de Roma e ir a pé daí até S. Marcos, o que significa atravessar a pé toda a cidade.

Passeio admirável para descubrir quanto Veneza é tributária da herança bizantina e árabe, pelas suas ruas estreitas, onde, às vezes, mal cabem duas pessoas, pelos seus edifícios deslumbrantes onde o topo das janelas e das portas nos faz parecer que estamos face a mesquitas por todo  lado.

Veneza é, sem dúvida, a cidade mais bela que conheci, muito mais bela mesmo do que a bela Bruges que, pelos seus canais, lhe é tão semelhante.

Tive a sorte de, neste tempo de invernia por toda a Europa, ter recebido a dádiva do sol de Veneza. Foi um banho de água e luz, luminosa água, luz aquosa, caminhando pelas ruas, viajando de vaporetto pelos canais.

S. Marcos é, sem dúvida, o centro espiritual de Veneza. Aquela praça frente ao mar, aquela Catedral onde se encontra concentrado todo o esplendor de Bizâncio! Apetece gritar: oh!cúpulas, oh! frontões, oh! mosaicos, oh! ícones! E ajoelhar perante tanta beleza.

Depois o Palácio Ducal, a espantosa exibição da magnificência do poder através do ouro e da beleza. Sentimo-nos esmagados pelo poder e pela beleza. Para mim, particularmente esmagado por aquele imenso Tintoretto, representando O PARAÍSO, que se encontra na Sala do Conselho Maior.

Tintoretto, mais ainda que Canaletto, foi o pintor de Veneza, pois deixou em Veneza o essencial da sua obra. A começar por este PARAÍSO.Tintoretto morreu pouco depois de o ter pintado. Em santidade, porque naquela beleza está a justificação de toda uma vida. 

Mas Tintoretto está por todo o lado na Escola Grande de S. Rocco ( entre nós S. Roque). A Escola de S. Rocco era uma associação de beneficência semelhante à nossa Misericórdia.Fez um concurso para a decoração das suas salas, tendo saído vencedor o grande Tintoretto. Tive já a oportunidade de ver no Prado, há cerca de cinco anos, a maior mostra de Tintoretto apresentada até hoje, incluindo alguns quadros que se encontram em S. Rocco, em particular A ADORAÇÃO DOS PASTORES. Mas a beleza das pinturas em S. Rocco é ainda maior que no Prado, porque em S. Rocco estão no espaço para o qual foram concebidas.

Esta ADORAÇÃO DOS PASTORES é absolutamente invulgar, porque absolutamente humana, ao ponto de ter substituído o burrinho por um galo na representação do presépio.

O complexo monumental de S. Rocco faz-nos lembrar o lisboeta, e belísimo também, complexo monumental de S. Roque. Mas S. Rocco tem o Tintoretto que o torna único no

mundo.

Finalmente, a noite de Veneza, no primeiro dia. Os italianos dão-se ao luxo de desperdiçarem o supremo encanto que poderia ter a beleza nocturna de Veneza, deixando a cidade com uma iluminação tão má como a da minha aldeia nos anos 60.

Ver toda aquela beleza dos edifícios e dos canais  bem iluminados na noite veneziana seria um encontro com o amor.

Com aquela pobre iluminação, foi um encontro com a melancolia.

 



publicado por henrique doria às 09:09
link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De dina maria marques a 22 de Fevereiro de 2010 às 00:19
De alguma forma sentia que dirias algo que eu também disse depois de ter estado em Veneza pela primeira vez - que Veneza é sem dúvida a cidade mais bela que conheceste. Os locais que escolheste demonstram que a escolha foi das melhores, para apenas dois dias de visita. E felizmente, atravessaste a pé quase toda a cidade e tiveste o privilégio do sol de inverno que tem algo de mágico em Veneza, algo inexplicável. E a noite veneziana, mesmo nos canais mal iluminados, é sempre uma noite de encontro com o Amor.
Em Veneza só há uma saída...e a saída é voltar a entrar, mergulhar nela, senti-la, redescobri-la em cada canto...e nunca mais esquecer...


De RN a 27 de Maio de 2010 às 02:09
Quando lá estive pela primeira vez, em trabalho, já lá vão uns pares de anos, tive essa sensação de esplendor tão bem descrita aqui. Mas quando voltei a visão de tanta beleza não teve menor impacte.


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

27
28


posts recentes

FRAGMENTO

AS CRIANÇAS QUE PASSAM

DESTINADOS À TERRA

CHINESICE

FRAGMENTO

FRAGMENTO

POBRE AVÓ QUE ORA

SOMOS APENAS ÁGUA

FRAGMENTO

FRAGMENTO

arquivos

Fevereiro 2018

Dezembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Outubro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Abril 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

blogs SAPO
subscrever feeds