blog filosófico, cultural e político
Domingo, 28 de Novembro de 2010
A AMÉRICA DESMORONA-SE

Fernand Léger- Adeus Nova Iorque

 

Espantosa reportagem passou no canal HISTÓRIA sob o título  A AMÉRICA DESMORONA-SE. Por ela ficamos a saber que, por toda a América, os sistemas de abastecimento de água, de esgotos, as estradas, as autoestradas, os viadutos, as pontes, encontram-se num estado de degradação inimaginável para os europeus. A administração Reagan foi o tempo em que a América deveria ter iniciado a reparação ou substituição das obras feitas há trinta ou mais anos, mas não o fez. A baixa generalizada de impostos e a privatização de serviços provocou uma incapacidade  para os governos estaduais e a administração local de procederem a essa reparação ou substituição por incapacidade financeira decorrente da baixa acentuada da receita. Muitos organismos que estavam ligados a esses serviços extinguiram-se.

Resultado de tudo isso: o abastecimento  de água da maioria das grandes cidades, a começar por NOVA IORQUE, sofre um elevado risco de contaminação ou de colapso. O sistemas de esgotos está  a tornar rios em cloacas e a rebentar para as próprias habitações. As estradas e autoestradas enchem-se de buracos. Viadutos e pontes ameaçam-se desmoronar-se - alguns vão-se mesmo desmoronando sem capacidade económica das cidades para os substituirem.

A eficiência das vias de comunicação e de transporte, essencial para a eficiência da economia, está a perder-se. Com essa perda virá uma cada vez maior perda de competititidade com a China.

No meio de tudo isto, um bando de títeres da grande especulação que se confunde com um bando de idiotas, que é essa gente que dá pelo nome de TEA PARTY, saiu vitoriosa de um combate eleitoral com o que de mais lúcido a América tem: OBAMA.

E isso é terrível para o mundo ocidental, que tem muitos defeitos mas tem também a grande, a inestimável e essencial virtude da liberdade.

Os grandes especuladores, gananciosos e cínicos, e os simples idiotas do TEA PARTY não percebem que a China mora ao lado para os dominar.

Na sua ignorância estrondosa nunca alcançarão as suas mentes as palavras preocupadas do prudente LAOCOONTE para dissuidir os troianos de introduzirem na cidade o cavalo que o astucioso ODISSEUS tinha preparado para os destruir: timeo Danaos et dona ferentes. Palavras que adaptadas aos tempos de hoje significam: temo os chineses mesmo quando nos dão presentes.



publicado por henrique doria às 12:43
link do post | comentar | favorito

1 comentário:
De cainha a 28 de Novembro de 2010 às 15:33
Um dos problemas que se coloca ao urbanismo actual é a necessidade de encolher, para poder gerir os sistemas. Certas cidades, precisamente da América, já procedem a demolição sistemáticas de zonas, independentemente da idade ou estado de conservação dos imóveis, para conseguir fazer a gestão do restante.
Porque não é só uma questão de falta de conservação, é também uma questão de dimensionamento da rede para os usuários que serve.
Obrigada pela visita a um dos meus blogs, que, como dizes com toda a razão, tem música a mais e texto a menos.
Talvez eu também devesse adoptar um "encolhimento" para poder gerir as coisas no pouco tempo disponível.
Mas a eterna ilusão se que é uma fase passageira, leva-me a colocar música, como quem coloca flores na campa de um defunto, só para dar a impressão de vida e de que me importo.
Vou espreitar o Boavista, o spam deve ter comido o comentário :)
Um bom domingo


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

27
28


posts recentes

FRAGMENTO

AS CRIANÇAS QUE PASSAM

DESTINADOS À TERRA

CHINESICE

FRAGMENTO

FRAGMENTO

POBRE AVÓ QUE ORA

SOMOS APENAS ÁGUA

FRAGMENTO

FRAGMENTO

arquivos

Fevereiro 2018

Dezembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Outubro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Abril 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

blogs SAPO
subscrever feeds