blog filosófico, cultural e político
Sábado, 10 de Julho de 2004
VIVA MARIA
Não sendo cristão, acredito,no entanto, na santidade, isto é, na capacidade de alguns amarem e se partilharem invulgarmente. Estava entre estes Maria de Lurdes Pintassilgo, uma mulher com uma um força de amar e se partilhar que raramente se encontram.
Como Primeiro-Minsitro, não posso deixar de dizer que foi de quem me senti mais próximo durante estes 30 anos de democracia-o seu curto governo foi um governo de inteligência e afecto.
Por isso não pude deixar de a apoiar para a Presidência da República.
Maria de Lurdes amava o mundo e os homens, num sentido próximo do amor que pela humanidade e por todos os seres sentiam S. Francisco de Assis e Santa Clara. Para além disso, tinha uma força intelectual e um emprenhamento social ( incluindo neste o político) que poderiam ter transformado o país num outro muito melhor se lhe tivessem dado oportunidade para tal.
Num país de mediocridades triunfantes, moral e intelectualmente, Maria de Lurdes tinha uma grandeza intelectual e moral invulgares. Mas a mediocridade nacional não lhe permitiu que desse ao país o que ele precisava e ela poderia dar-lhe.
Morreu demasiado cedo, dando razão ao poeta grego que escreveu "Morrem cedo os que os deuses amam".
Morreu cedo. Mas, enquanto houver memória, viverá sempre entre nós.


publicado por henrique doria às 22:23
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Quarta-feira, 7 de Julho de 2004
A GENUINIDADE DA DEMOCRACIA EM PERIGO
A genuinidade da democracia está já posta em perigo por Santana Lopes antes de ser sequer Primeiro-Ministro.
No canal 1 da televisão, Santana Lopes teve, a abrir o telejornal das 13 horas, uma sessão de propaganda de 17 minutos. As jornadas parlamentares do PS nos Açores tiveram, pouco antes do fim do telejornal, 15 segundos.
Se assim é agora, como será se Santana Lopes for poder?
Está em perigo o normal funcionamento da democracia.
Ao Sr.Presidente da República pede-se que garanta o normal funcionamento da democracia convocando eleições antecipadas.


publicado por henrique doria às 00:08
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Domingo, 4 de Julho de 2004
PERMANECENDO AQUÉM
Continuará a faltar-nos o golpe de asa para não permanecermos sempre aquém, porque acreditamos ainda que tudo se pode salvar só num golpe de asa.
E o nosso destino vagueará entre aceitarmos a perda, ou um suicídio em Ceide e outro em Paris, ou, modernamente, o exílio, como sucedeu a Rodrigues Miguéis, de que recentemente vimos O MILAGRE SEGUNDO SALOMÉ.
Estranho este povo com a identidade mais forte da Europa, mas a viver em permanente crise de identidade. Este povo que, numa ânsia desmesurada de grandeza prefere os "salvadores" da pátria como D. Sebastião, Pombal ( que também se chamava Sebastião) ou Salazar, em vez do trabalho sério e honesto como o de Mouzinho da Silveira, Passos Manuel ou Sousa Franco.
Às vezes chega-se a pensar que os próprios descobrimentos foram uma manifestação do nosso sebastianismo, a busca de mais pátria porque a que tínhamos estava irremediavelmente limitada por Castela e pelo mar.
Uma pátria que fosse um Império.
Para a maior parte de nós, o império seria um El Dorado. Poucos como António Vieira viam nesse Império o Império da sabedoria e do bem, que só se consegue com o trabalho persistente, sério e honesto.
Perdermos o Euro 2004. Não será isso grande mal..
O grande mal é outro, e está agora a ameaçar-nos: o país está em riscos de cair nas mão de um novo e medíocre demagogo, em riscos de se transformar numa nova ilha da Madeira-mas sem ter o tão mal tratado Continente a cobrir-lhe o défice desmesurado.
Ou, então, num grande Gondomar, fazendo negócios, enriquecendo alguns, organizando passeios e festas, distribuindo discos, camisolas e bonés para entreter a maioria- mas sem um secretário de estado na Europa que dê um jeitinho numa lei feita só para nós, a permitir um endividamento que a outros não é permitido.
Vimos no Portugal-Grécia um Primeiro-Ministro contente e satisfeito porque já se foi embora deste país para muito melhor. E um Presidente da República tenso e triste porque lúcido das dificuldades que enfrentamos e das suas responsabilidades para as ultrapassar.
Esperamos que este Presidente da República tenha a coragem de não entregar o país nas mãos dos demagogos, cuja a aversão ao trabalho sério e honesto é por demais conhecida.



publicado por henrique doria às 23:05
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Sexta-feira, 2 de Julho de 2004
HOMENAGEM A SOFIA
CATARINA EUFÉMIA


O primeiro tema da reflexão grega é a justiça
E eu penso que nesse instante em que ficaste exposta
Estavas grávida porém não recuaste
Porque a tua lição é esta: fazer frente

Pois não deste homem por ti
E não ficaste em casa a cozinhar intrigas
Segundo o antiquíssimo método oblíquo das mulheres
Nem usaste de manobra ou de calúnia
E não serviste apenas para chorar os mortos

Tinha chegado o tempo
Em que era preciso que alguém não recuasse
E a terra bebeu um sangue duas vezes puro

Porque eras a mulher e não somente a fêmea
Eras a inocência frontal que não recua
Antígona poisou a sua mão sobre o teu ombro no instante em que morreste
E a busca da justiça continua

SOPHIA DE MELLO BREYNER ANDRESEN






publicado por henrique doria às 23:39
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


posts recentes

FRAGMENTO

VÊS-TE ELEITO ENTRE AS ES...

FRAGMENTO

VASOS

FRAGMENTO

O FUTURO DEVOROU O PASSAD...

FALO DAS COISAS SÉRIAS DA...

FRAGMENTO CONTRA CIORAN

UMA ESTRELA NA BOCA

FRAGMENTO

arquivos

Junho 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Maio 2018

Fevereiro 2018

Dezembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Outubro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Abril 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

blogs SAPO
subscrever feeds