blog filosófico, cultural e político
Sexta-feira, 20 de Agosto de 2004
DE NOVO GEORGE STEINER
Após umas férias que me levaram através do Portugal mais interior, de Bragança a Serpa, passando por Freixo de Espada à Cinta, Sortelha e Marvão, entre outros lugares belíssimos, descubro outro livro de GEORGE STEINER, um conjunto de entrevistas dadas a Antoine Spire, com o título BARBÁRIE DA IGNORÂNCIA.
De novo STEINER volta a fascinar-nos e inquitar-nos. Transcrevo uma passagem desse livro:
" Cito três problemas que, neste momento, são objecto de discussão...: a criação artificial da vida, os buracos negros ( que são os limites do universo) segundo a teoria de Hawking e Penrose, e a afirmação de Crick - que, com Watson, descobriu o ADN -, segundo a qual o ego cartesiano, a consciência, são uma neuroquímica que em breve conheceremos. Por comparação com isto...até mesmo os romances superiores, os mais finos, me parecem quase pré-históricos."
Esta afirmação, vinda de alguém que dedicou a vida a escrever sobre a literatura, fascina-nos e perturba-nos.
A estes objectivos supremos a investigação científica actual eu acrescentaria um outro, o do teletransporte de informação - ou mesmo de matéria - que ontem foi objecto de uma experiência conseguida em Viena.
A ciência trouxe à arte a consciência dos seus limites.
Mas creio que nos trouxe também, com nova premência, a consciência dos limites da própria ciência: afinal, apesar dos seus triunfos, de todo o fascínio que a ciência nos causa, ela não conseguiu resolver o essencial dos problemas de grande parte da Humanidade: a miséria, a fome, a ignorância, o sofrimento, a barbárie.
E é isso que torna a necessidade de reflexão e acção política um imperativo.
Se o socialismo real falhou, como setenta anos o mostraram, o capitalismo real também não serve o homem, como duzentos e setenta anos também o demonstraram.
Como refere STEINER, "nunca o uivo do dinheiro se fez ouvir como hoje por todo o planeta."
Há que conseguir um novo paradigma, há que descubrir lugares de fractura para que o Homem volte a ser o destino do homem.



publicado por henrique doria às 22:44
link do post | comentar | favorito

3 comentários:
De Anónimo a 23 de Agosto de 2004 às 11:16
Bons regressos é o que te desejo. E que tal trazeres-nos as tuas impressões do nosso interior tantas vezes esquecido e ignorado ? (lá estou eu a cuscar...) :-)inconformada
(http://palavrasapenas.blogs.sapo.pt)
(mailto:inconformada@sapo.pt)


De Anónimo a 21 de Agosto de 2004 às 10:14
A ciência só se desenvolve numa direcção: a do lucro. Enquanto assim for continuarão e existir milhões de pessoas sem acesso a intrução, cuidados de saúde básicos e todas as condições que nos habituamos a considerar minimas à dignidade humana...sefaxavor
(http://tragameossais.blogs.sapo.pt)
(mailto:sefaxavor@sapo.pt)


De Anónimo a 20 de Agosto de 2004 às 22:55
O dinheiro... ai o dinheiro!
A moeda tem sempre 2 faces: Uma boa, outra má. Para haver equilibrio não podre estar virada sempre do mesmo lado.
O dinheiro pode ser progresso quando bem usado, mas pode ser destruíção quando o seu uso é pernicioso.
http://tribunalivre.blogs.sapo.ptGui
(http://tribunalivre.blogs.sapo.pt)
(mailto:guilhermecarreiro@sapo.pt)


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

27
28


posts recentes

FRAGMENTO

AS CRIANÇAS QUE PASSAM

DESTINADOS À TERRA

CHINESICE

FRAGMENTO

FRAGMENTO

POBRE AVÓ QUE ORA

SOMOS APENAS ÁGUA

FRAGMENTO

FRAGMENTO

arquivos

Fevereiro 2018

Dezembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Outubro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Abril 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

blogs SAPO
subscrever feeds